Banda da Missão Católica da Trindade

Existem informações sobre uma banda da Trindade, organizada e dirigida pelo clero.

Não é conhecida a data da sua criação, mas Ambrósio indica três padres que reorganizaram a ensaiavam a banda e cuja atividade corresponde ao segundo e terceiro quartel dos novecentos: padre António Pires Marques (esteve em São Tomé entre 1927 e 1938), padre Manuel Joaquim Esteves (ficou em São Tomé 28 anos, de 1938 a 1966) e padre António Vieira Fernandes (passou 6 anos em São Tomé, de 1947 e 1953) (Ambrósio, 1984).

De certeza, a banda funcionava nos anos 40 do século XX, já que o jornal A Voz de S. Tomé, numa notícia sobre a Festa do Sagrado Coração de Maria, sinaliza a sua participação: “De tarde, houve procissão, percorrendo as principais ruas da Cidade, entoando-se durante o percurso, alguns cânticos religiosos, acompanhados pela filarmónica da Trindade” [1]. Poucos meses depois, a banda ornamentou os festejos organizados para a chegada às ilhas do governador Carlos Gorgulho [2]. A banda [3] voltou a acompanhar a procissão nos festejos da cidade de São Tomé em 21 de dezembro do mesmo ano [4].

A Banda da Missão Católica da Trindade foi extinta em 1953, mas uma parte dos seus membros passou para a banda do Corpo de Polícia Indígena de São Tomé e Príncipe, criada neste mesmo ano.

Amado indica os nomes de alguns membros do grupo, nomeadamente: Barreto, Galhardo, Faleiro, Figueira, Pedro Diamante e Pinho (Amado, 2010: 36).

[A informação retirada de Bialoborska, 2020a]

 

[1] A Voz de S. Tomé, 1.09.1948, Ano II, N 27, p. 2.

[2] A Voz de São Tomé, 16.12.1948, Ano II, N 35, p.6.

[3] É provavelmente a mesma banda que foi mencionada por Amado (2010: 18), que se baseou nas informações fornecidas por Caustrino Alcântara, pesquisador santomense, autodidata, possuidor de vastos conhecimentos sobre a história e a cultura de São Tomé e Príncipe. 

[4] A Voz de São Tomé, 01.01.1949, Ano II, N 36, p. 2.

 

Fontes

A Voz de S. Tomé

Bibliografia

Amado, Lúcio Neto (2010), Manifestações culturais são-tomenses. Apontamentos, comentários, reflexões, São Tomé, UNEAS.

Ambrósio, António (1984), Subsídios para a história de S. Tomé e Príncipe, S.I, Livros Horizonte.

Bialoborska, Magdalena (2020a), “Dêxa puíta sócó(m)pé. Música em São Tomé e Príncipe do colonialismo para independência”, tese de doutoramento, Lisboa, Iscte – Instituto Universitário de Lisboa.

Imagens

Mapa